Pages

Ads 468x60px

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Jogadores folclóricos e superstições

                                                                                   Por Pedro Cidade
               
O futebol brasileiro é repleto de ingredientes que o tornam cada vez mais cheio de curiosidades e histórias que acabam chamando a atenção do público, como por exemplo, algumas superstições e até estilos dos atletas.

O blog vai destacar esses profissionais que são lendas do futebol ,como por exemplo, o atacante maranhense Alysson que é mais conhecido como Sacolé, que já começa a ser polêmico por causa do seu apelido, mas não fica só nisso, o jogador que atuou no futebol maranhense, no Ferroviário Atlético Clube, jogou também no futebol coreano e no Uniclinic.

Não se destacou somente pelos gols e pelos dribles, mas sim pelas suas comemorações ao marcar gols, o atleta, em uma das suas comemorações se fingia de morto e acendia uma vela, segundo ele dava sorte e o mais surpreendente ainda a por vir, o jogador utilizava a calcinha da sua namorada que servia como uma espécie  de  amuleto da sorte.



Parece que não era só Sacolé que utilizava dessa tática em campo, já que segundo a imprensa inglesa David Beckham que defendeu a seleção da Inglaterra, Real Madrid e Manchester United, também aderia à moda e jogava com a calcinha da sua esposa a ex-Spice Girl Victoria Beckham.


No futebol Cearense encontramos outro personagem, trata-se do jogador Edilson Cardoso Soares, mais conhecido como Dema, que vestiu e conquistou títulos pelo Ceará Remo e Paysandu. O Jogador que chama atenção pelos seus cabelos esvoaçantes, pela sua vitalidade e preparo físico, aos 45 anos ainda defende a equipe do Itapipoca, clube do interior do Ceará.  Alguns cronistas esportivos e torcedores comparam o jogador ao Sansão que de acordo com a bíblia hebraica tinha como fonte de energia os seus cabelos.


Voltando para Europa encontramos outro supersticioso jogador trata-se de Rüştü Reçber goleiro do futebol turco. Que Jogou no Mundial de 2002 como titular da seleção Turca e foi considerado o segundo melhor Guarda Redes, ficando atrás do mitico Oliver Kahn.  Ficou conhecido por pintar o rosto antes das partidas pela copa do mundo de 2002.

Por falar em goleiro não podemos esquecer o Petr Čech do Chelsea que sofreu de uma grave lesão na cabeça após colisão com o jogador Stephen Hunt do Reading em 14 de outubro de 2006 em partida válida pela Premier League.


Após ser atingido pelo joelho do adversário, Čech sofreu afundamento da parte do crânio necessitando submeter-se a uma cirurgia de emergência. Retornou aos campos em 20 de janeiro de 2007 contra o Liverpool, usando sempre um "capacete" protetor na cabeça, o mesmo de Cristian Chivu.

Esses são alguns jogadores que se destacam por suas supertições e particulaidades que só um esporte apaixonante como futebol é capaz de proporcionar.

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Estádio Presidente Vargas: um ícone do Futebol cearense

                                                                                                          Por Pedro Cidade

O Estádio Presidente Vargas é a opção número 1 dos clubes cearenses quando querem realizar partidas intermediarias, de menor porte ou até mesmo de grande porte, dependendo da situação, o local também pode ser uma ótima alternativa para aquela equipe que quer pressionar os seus adversários e receber de perto, o apoio dos seus torcedores, já que a distância que separa jogadores, torcedores e o gramado é bem menor que no Estádio Castelão, que também está localizado em Fortaleza. 

A torcida fica praticamente dentro de campo e pode das arquibancadas se tornar o jogador número 12 dos clubes mandantes.


video

Pedrocidadenews


Pedrocidadenews

Quem acompanha partidas no PV, como é carinhosamente chamado pela imprensa, por torcedores e jogadores, já deve ter presenciado das cenas mais curiosas até as mais inusitadas, como por exemplo, o dia em que um torcedor conseguiu provocar a expulsão de um jogador, deixando o atleta descontrolado dentro de campo.

Esse fato correu na partida preliminar  entre Tiradentes e Quixadá, pelo campeonato Cearense de 1997. Um torcedor do Ceará que aguardava a partida entre Ceará e Portuguesa do Crato, começou a pegar no pé do jogador Aírton do Tiradentes, criticando seu futebol e seu estilo, já que o atleta tinha uma aparência excêntrica com seu “estiloso”, rabo de cavalo.

O atleta perdeu a paciência e queria sair do gramado de qualquer maneira para agredir o torcedor alvinegro, mas sem sucesso, a partida continuava e os torcedores do Ceará que aguardavam o jogo contra a Portuguesa do Crato, começaram a vaiar o atleta, que com tanta pressão acabou fazendo falta violenta, levou cartão vermelho e acabou sendo expulso da partida, o jogador do tigre,de tão zangado queria subir o alambrado e foi preciso policiamento para retira-lo de campo.

O estádio também pode ser chamado de quebra galho, já que por muitas vezes salvou o futebol Cearense, quando o Castelão estava em reforma, o blog lembra que o estádio foi palco inclusive de uma partida de grande porte como foi São Paulo e Ceará pela Copa do Brasil de 2001, quando muitos apostavam que a partida não poderia ser realizada, por motivos de capacidade e segurança, mas ocorreu tudo muito bem fora dos gramados, dentro, a vitória foi do São Paulo por 4 a 2.

O PV já recebeu grandes clássicos do futebol cearense como o Clássico-Rei (Ceará x Fortaleza), o Clássico da Paz (Ferroviário x Ceará) e o Clássico das Cores (Fortaleza x Ferroviário). Além de tais clássicos, o estádio também recebeu jogos da Copa do Brasil, Série A do Campeonato Brasileiro, Série C do Campeonato Brasileiro e ainda foi palco da Copa Sul-Americana.

O maior público pagante de que se tem referência já registrada no PV foi de 38.515 pessoas no jogo Ceará 1-1 Ferroviário, no dia 7 de maio de 1989. Após as reformas terminadas em 2011, o Presidente Vargas comporta 20.166 torcedores sentados.

Sendo considerado por algumas pessoas um estádio aconchegante, central e  útil na hora da 
necessidade, o Estádio presidente Vargas é um ícone da historia do futebol Cearense.


Pedrocidadenews

  

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Jogos históricos de clubes cearenses contra Baianos e Pernambucanos.


Por Pedro Cidade

Para quem acompanha o futebol brasileiro, já  deve ter percebido a diversidade de campeonatos e clássicos regionais que são oferecidos durante toda a temporada e  que podem proporcionar belas e e emocionantes partidas de futebol.

Neste caso serão destacadas as grandes partidas de clubes cearenses, contra equipes do futebol Pernambucano e Baiano, relembrando jogos históricos e que certamente estarão sempre na memória de  torcedores de Ceará, Fortaleza e Ferroviário.

O blog começa destacando jogos e maiores goleadas de clubes cearenses contra equipes baianas em  partidas realizadas em Fortaleza e na Bahia. 

Ferroviário x Clubes baianos

Ferroviário x Bahia 
Uma das maiores goleadas aplicadas em clássicos entre cearenses contra baianos, foi exatamente da equipe do Ferroviário sobre o Bahia no ano de 2006, pelo campeonato brasileiro da Série C, o Tubarão da Barra não tomou conhecimento do Tricolor Baiano, e aplicou uma goleada de 7 a 2.



Vitória x Ferroviário
No mesmo ano surpreendeu no Estádio do Barradão, quando  abriu três gols de vantagem sobre o Vitória-BA  e venceu  o rubro negro baiano pelo placar de  3 a 2.



Ceará x Clubes baianos

Vitória x Ceará
Quem acompanhou a vitória de 4 a 1 do Ceará sobre o Vitória-BA no Estádio Barradão pela Copa do Nordeste 2013, deve também lembrar, que no ano de 1980 pelo Campeonato brasileiro, o Alvinegro cearense enfrentou o mesmo rubro-negro Baiano e aplicou uma goleada histórica de 5 a 0 no Estádio   do Barradão.



Ceará x Bahia
Já contra o Bahia, O Ceará aplicou duas goleadas: 4 a 1 pelo Campeonato brasileiro da série B de 1998 e 3 a 0 pelo Campeonato Brasileiro da série B do ano de 2011, ambas as partidas  foram realizadas dentro de casa.


Bahia x Ceará
Jogando contra o  Bahia, fora de casa a maior vitória do alvinegro cearense foi pelo placar de 2 a 1, pela Copa do Nordeste de 2013, e  repetiu o feito  no Campeonato Brasileiro B do ano de 1998, quando venceu o tricolor baiano  por   2 a 1 na Fonte Nova.




Fortaleza x Clubes baianos

Fortaleza x Bahia
O Fortaleza também já fez bonito contra equipes baianas pela série B de 2008 enfrentou o Bahia e jogando dentro de casa aplicou uma goleada de 5 a 1 sobre o  Tricolor baiano.



Fortaleza x Vitória
Já contra o Vitória- BA, o tricolor de aço conseguiu duas expressivas vitórias por 3 a 1 pelo Campeonato Brasileiro da série A no ano de 1993, e pelo placar de 2 a 0 pela Copa do Nordeste de 2010, ambas as partidas foram realizadas em território cearense.



Vitória x Fortaleza
Jogando no estádio do Barradão, o tricolor cearense venceu por 2 a 1 o rubro negro baiano, pela Copa do Nordeste 2001.

Clubes cearenses x Clubes pernambucanos 

Agora o blog destaca belas partidas que ocorreram entre equipes cearenses, contra grandes equipes pernambucanas como Santa Cruz, Sport- PE e Náutico.

Ceará x Clubes pernambucanos 

Ceará x Santa Cruz 
Começando pelos duelos entre Ceará e Santa Cruz, contra a equipe coral, a maior goleada aplicada pelo alvinegro Cearense foi  pelo placar de  3 a 0, pelo Campeonato Brasileiro da série B do ano de 2007, jogando dentro de casa.



Santa Cruz x Ceará
Jogando no Estádio da Arruda em Recife os melhores resultados obtidos foram de 1 a 0 pela Copa do Brasil de 1997 e pelo mesmo placar de 1 a 0, na  Copa do Nordeste do ano de 2010.



Ceará x Náutico
Já contra a equipe do Náutico, a maior goleada aplicada foi pelo vozão, foi pelo placar de 4 a 0 jogando dentro de casa, pela Taça Brasil de 1964.

Náutico x Ceará
No Estádio dos Aflitos em Pernambuco, a maior vitória foi pelo placar de 3 a 1 pelo Campeonato Brasileiro Série B de 2001 e pelo Campeonato Série B de 2004, o Alvinegro Cearense repetiu o placar de  de 3 a 1.


Ceará x Sport
Contra o Sport -PE, a maior vitória do Vovô Cearense foi pelo placar de 3 a 1 pela Copa do Nordeste 2002, jogando em solo cearense.

Sport x Ceará
A melhor vitória fora de casa foi pelo placar de 1 a 0 pela Copa do Brasil de 1993, jogando na Ilha do Retiro.

FortalezaClubes pernambucanos 

Fortaleza x Santa Cruz
O Fortaleza também já conquistou vitórias expressivas contra equipes Pernambucanas,  como por exemplo, a vitória de 2 a 1 sobre o Santa Cruz na Copa do Nordeste de 2013,no Estádio da Arruda, partida que classificou o tricolor cearense para a semifinal da competição.


Santa Cruz x Fortaleza
Mas a maior vitória do Leão fora de casa, jogando contra a equipe do Santa  foi pelo placar de 4 a 1 pelo Campeonato do Nordeste de 2001, jogando no Estádio do Arruda em Recife.  Jogando dentro de casa a maior vitória do Fortaleza foi pelo placar de 4 a 0 no Campeonato Brasileiro da Série B de 1992.


Fortaleza x Sport
Contra o Sport-PE a vitória mais expressiva do tricolor Cearense foi conquistada pela Copa do Nordeste do ano de 2002 quando venceu o Leão Pernambucano por 4 a 3, dentro de casa.



Fortaleza x Náutico 
Já contra o Náutico, O Leão do Pici conquistou a maior vitória dentro de casa, pelo placar de 4 a 0 pela Copa do Brasil de 2012,



Teve ainda um jogo histórico pelo brasileirão da série B em 2004, quando o Fortaleza venceu por 5 a 4 a equipe Timbu.



A vitória mais expressiva  do Leão  contra o Náutico fora de casa,  foi pelo placar de 1 a 0,  pela Taça Brasil de 1968.

Ferroviário x Clubes pernambucanos

Náutico x Ferroviário 
O Ferroviário também obteve vitórias históricas,contra as equipes de Pernambuco, quando venceu   o  Náutico pelo placar de 3 a 2 pela Taça Ouro de 1982 nos Aflitos.

Ferroviário x Santa Cruz 
E contra o Santa Cruz quando aplicou uma goleada de 5 x 2  no ano de 1941  e quando voltou a vencer  por 2 a 1 em 1942. 

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Jornalismo esportivo: Cobertura de grandes eventos esportivos

                                                                                Por Pedro Cidade




Um grande evento esportivo é capaz de envolver toda uma cidade, um país ou até mesmo o mundo dependendo da sua dimensão, pode gerar renda, melhorar o turismo e a economia local.

No mundo esportivo, competições como Copa do Mundo e Copa das Confederações são vistas de forma diferente pela mídia e pelo público.  

Para quem acompanha grandes eventos esportivos, já deve ter observado que existe toda uma movimentação principalmente dos veículos de comunicação que procuram passar todos os detalhes com clareza e objetividade.

Nos bastidores do evento se reúnem a imprensa, organizadores, políticos e responsáveis por cada área como segurança, estrutura e planejamento, turismo, economia e esporte.

Mas quais etapas devem ser seguidas para que se obtenha uma cobertura de qualidade?  A primeira é buscar e reunir todas as informações possíveis sobre o evento, a origem, histórias, regulamentos e curiosidades.

No caso da Copa do Mundo e das Confederações, ter uma noção básica e analisar as condições do país que está se organizando para sediar as competições, quanto à estrutura, reforma de estádios, construção de centros de treinamento. Saber se estão seguindo o que é exigido pela FIFA.

PC NEWS

PC NEWS
Como será feita a venda e a distribuição de ingressos, qual é a capacidade de cada estádio?  Conhecer a cultura, economia, principais pontos turísticos do local onde vai acontecer o evento também é essencial.

Acompanhar sempre os noticiários da FIFA que possui toda uma estrutura de comunicação, através do site (http://pt.fifa.com/) onde você pode encontrar entrevistas, Pronunciamentos de Mídia, regras e regulamentos, projetos, documentos oficiais, organização e etc.

Fifa.com

Procurar sempre manter contato com fontes oficiais de preferência alguém que esteja sempre mantendo contato com organizadores do evento.

Ter na cabeça ou pelo menos nas mãos o regulamento da competição, saber detalhes e curiosidades sobre cada participante, qual torneio disputou até chegar à Copa do Mundo ou Copa das Confederações? Quais são os seus principais jogadores?  Quais os últimos vencedores dos torneios?

E durante a competição acompanhar a movimentação das cidades, os principais pontos onde se reúnem torcedores e ouvi-los.

Fifa.com
Essas são algumas noções sobre cobertura de grandes eventos esportivos que junto de profissionalismo e dedicação podem render bons resultados tanto para o jornalista esportivo, como para o público vai receber um conteúdo com qualidade.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Especial Copa das Confederações: Curiosidades e Fato triste - Pedrocidadenews

Por Pedro Cidade

O Brasil vive a expectativa de sediar a Copa das Confederações que é um dos mais importantes torneios que envolvem seleções de futebol, sendo superado apenas pela Copa do mundo.  A competição pode ser a oportunidade para que equipes batam recordes, para que jogadores se superem dentro de campo e consigam fazer história pelos seus países.

Mas como o torneio ainda não teve inicio no Brasil, o blog vai destacar algumas das curiosidades positivas e infelizmente, negativas de outras edições.  Por exemplo, você sabe quem mais conquistou a competição? Quem é o maior artilheiro? Qual a confederação que mais conquistou títulos?  Qual é a equipe que mais marcou gols?  Quais as seleções que menos sofreram gols?  Quais equipes foram eliminadas sem perder uma partida sequer? Qual foi a maior goleada aplicada? Por outro lado aconteceu no torneio algo que abalou jogares e esportistas de todo o mundo.

Curiosidades
Começando pela primeira pergunta quem mais venceu a competição foi a Seleção Brasileira que conquistou títulos em (1997,2005 e 2009)


Já o maior artilheiro de todas as edições também pertence ao Brasil, trata- se de Romário que na Arábia Saudita em 1997, marcou sete gols.   Ele é seguido na artilharia por mais três brasileiros: Ronaldo que marcou seis gols na edição de 1999 no México. Adriano que marcou cinco gols na edição de 2005 na Alemanha e Luís Fabiano que marcou cinco gols na edição de 2009 na África do Sul.






A Confederação que possui mais títulos e o melhor desempenho na competição é a CONMEBOL com quatro títulos e três vice-campeonatos lidera o ranking sendo seguida pela UEFA que conquistou três títulos.  



A equipe que mais marcou gols pelo torneio foi a Seleção Brasileira que marcou 62 gols somando todas as edições, tendo sofrido apenas 25 gols, com um saldo positivo de 37 gols.


As seleções que menos sofreram gols, talvez até pela pouca quantidade de partidas na competição: são as seleções da Nigéria, Iraque e Dinamarca que sofreram apenas um gol.

A Dinamarca e a Nigéria conseguiram um feito inédito na competição, não sofreram nenhuma derrota, a primeira foi campeã de forma invicta quando participou do torneio, já a segunda foi eliminada empatando suas partidas.

Já a maior goleada aplicada no torneio foi no ano de 1999 no México, quando a Seleção brasileira venceu por 8 a 2 a Arábia Saudita no Estádio Jalisco em Guadalajara.


Fatos triste

A morte do jogador Camaronês  Mark Vivien Foé  ((Yaoundé, 1 de maio de 1975 — Lyon, 26 de junho de 2003) foi uma tragédia que ocorreu na competição e que pegou  esportistas de todo o mundo de surpresa).




Foé foi o primeiro jogador relativamente conhecido no futebol moderno a morrer em campo. O camaronês que teve passagens por West Ham e Lyon, estava emprestado ao Manchester City, quando em uma partida válida pela Copa das Confederações de 2003 contra a Colômbia, o jogador desabou no meio de campo. Médicos tentaram reanimá-lo, mas apesar dele ainda ter chego com vida ao hospital, Foé morreu vítima de uma cardiomiopatia hipertrófica.

Como homenagem, a camisa número 23 do Manchester City e 17 do Olympique de Lyon que foram utilizadas por Foé foram aposentadas, e um memorial em sua homenagem foi erguido no estádio City of Manchester.



Tão irônica quanto trágica foi uma frase dita pelo ex-jogador a seus companheiros no intervalo de seu último jogo, 30 minutos antes de morrer: “Garotos, mesmo se for preciso morrer no gramado, nós temos que vencer esta semifinal”.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Jornalismo Esportivo: Produção de matérias especiais

Por Pedro Cidade

Para quem trabalha com jornalismo um desafio comum é produzir um conteúdo de qualidade para o seus telespectadores, leitores ou ouvintes. Assuntos que agreguem muitas ideias, histórias, esclareçam as dúvidas e despertem curiosidades.  

A partir do momento que entramos em contato com pessoas, lugares e objetos, nos deparamos com diversas situações que podem render vários assuntos interessantes, mas como adquirir a visão que esse conteúdo pode gerar uma matéria especial? 

O primeiro passo é observar a situação, ter uma visão critica e se colocar dentro dela. Para exemplificar vou colocar o exemplo de uma pauta que pode parecer simples, mas que pode gerar uma matéria especial.

Imagine você indo para o treino de uma grande equipe de futebol, de um lado se depara com treino da equipe profissional, já do outro lado se depara com garotos das categorias de base e acaba descobrindo que um destes atletas é filho de um ídolo do clube, que acabou tendo que encerrar a sua carreira por causa de uma grave contusão. O jovem busca uma oportunidade de crescer dentro do clube e tenta repetir a história de sucesso do seu pai, mas pensa em encerrar a carreira com títulos e sem lesões.

Dentro desses assuntos vários outros podem ser levados em consideração, como por exemplo, filhos de jogadores devem ou não ser comparados com seus pais? Até que ponto estes atletas influenciam na escolha da carreira do filho? Isso ocorre com frequência no futebol? Quais são os casos? Quais os filhos de ex-jogadores que se destacaram ou se destacam atualmente?

Outro passo importante é ter paciência e dedicação para montar um banco de dados com o máximo que puder de informações.

É interessante também buscar especialistas que possam falar sobre cada assunto de maneira especifica.

Pedir para o cinegrafista fazer boas imagens também ajuda na produção de uma matéria especial, imagina nessa matéria o encontro do pai com o filho vestidos com o uniforme do clube durante o treino, um tocando a bola para o outro, o ídolo e a promessa lado a lado.

É também essencial ter um acervo de imagens de arquivo para colocar na matéria, sempre organizado com a data, local e o assunto.  No caso do exemplo, os gols e as jogadas do ex-jogador se tiverem imagens de gols do filho dele jogando pelas categorias de base enriquece ainda mais o conteúdo.

Para finalizar montar todo o roteiro da matéria e passar para os editores que também devem ser orientados em relação aos mínimos detalhes como cortes, efeitos sonoros e imagens que devem ou não ser utilizadas.

Espero ter contribuído com todos com informações e com experiências que podem ser úteis ou ajudar quem esta começando ou mesmo quem tem curiosidades sobre matérias especiais dentro do jornalismo esportivo.










segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Copa 2014: Fotos exclusivas da transformação do Estádio Castelão em Fortaleza

Por  Pedro Cidade



Pedrocidadenews




Pedrocidadenews